Congresso para Agentes e Ministros de Cura e Libertação

No último domingo, dia 29 de abril, a Comunidade Mater Dolorosa de Jerusalém realizou, em sua sede, o Congresso para Ministros e Agentes de Cura e Libertação. O congresso teve quatro reflexões e foi conduzido pelo Pe. Antônio Carlos Soares, cofundador da CMDJ.

Na parte da manhã o Padre enfatizou a necessidade da vida de oração para quem exerce o ministério de cura e libertação. Ele afirmava que, o apóstolo é amigo íntimo de Deus e que a intensidade do fervor é mais importante do que a extensão do fervor. Ainda, citou como exemplo de intimidade, Maria Santíssima, que tinha a intimidade de Mãe com o Filho e a de Serva com o Senhor. Logo após esta pregação, aconteceu a Adoração ao Santíssimo Sacramento, momento em que contemplamos e nos colocamos diante da presença de Jesus, como resposta de amor a um Deus que se encarnou e morreu numa cruz por nós e, que permanece conosco todos os dias através da Eucaristia.

Na parte da tarde, foi explicado sobre a diferença entre transe e êxtase: o êxtase é discreto, é uma realidade mais interna do que externa; enquanto o transe tudo é exterioridade e agitação. Ainda, expôs sobre as sete portas de entrada para que o inimigo possa agir em uma pessoa.

“Nós cristãos devemos ‘ser guiados’…Isso significa que não devemos recorrer aos meios de superstição que o mundo e que o demônio muitas vezes nos oferece para “descobrirmos” o nosso futuro, para sabermos o que irá acontecer conosco, com a nossa família, com a nossa vida afetiva, profissional e etc. Muitas pessoas têm caído nas armadilhas do demônio, exatamente porque não conseguem viver a realidade da confiança em Deus, de serem guiados por Deus num caminho de Fé! Nós cristão devemos rejeitar todos estes tipos de recursos voltados à superstição, à magia, à adivinhação, à consulta aos mortos e todos e qualquer tipo de realidade que envolva o ocultismo…” Papa Francisco

A pregação final do dia do Congresso foi sobre Maria Santíssima e a importância dela como mediadora de todas as graças e necessidades. Nossa Senhora vem em socorro na luta contra o demônio que é amedrontado pela Mãe de Deus.

O congresso foi encerrado com a Celebração Eucarística que é o ápice da vida do cristão. “Esforçai-vos, portanto, por vos reunir mais frequentemente, para celebrar a eucaristia de Deus e o seu louvor. Pois quando realizais frequentes reuniões, são aniquiladas as forças de Satanás e se desfaz seu malefício por vossa união na fé. Nada há melhor do que a paz, pela qual cessa a guerra das potências celestes e terrestres.” Santo Inácio de Antioquia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *